África do Sul a Bordo do Shongololo Express de Victoria Falls à Pretoria

África do Sul a Bordo do Shongololo Express de Victoria Falls à Pretoria

12 dias / 11 noites

SOMENTE TERRESTRE

VER SAÍDAS E PREÇOS
Selo Diferencial

O Trem Shongololo, como um hotel sobre trilhos, oferece cabines dormitórios em três categorias, com ar condicionado, restaurante e um vagão bar. Os deliciosos jantares de três pratos são servidos em dois turnos. Prepare-se para passeios em Ruínas, Safáris e Túmulo de Cecil Rhodes. É de dar medo!

GALERIA

INCLUI

  • Viagem a bordo do trem privado Shongololo Express em cabines com banheiro privado
  • Excursões conforme o itinerário com guia acompanhante de língua Inglesa
  • Almoços (quando mencionados) e jantares
  • Safáris no Parque Nacional Kruger, Kapama e Hwange
  • Visita aos Parques Nacionais de Antílope e Matopo
  • Visita de Maputo, capital de Moçambique
  • Visita as ruínas de Grande Zimbabué
  • Visita ao Reino de Suazilândia
  • Visita a Pretória e Soweto
  • Visita Victória Falls

SAÍDAS E PREÇOS

SAÍDAS DE VICTORIA FALLS EM 2021

Março/2021: 04

A partir de USD 6.120 (valor do pacote por pessoa em acomodação dupla na cabine da categoria Gold )

A partir de USD 7.490 (valor do pacote por pessoa em acomodação dupla na cabine da categoria Esmeralda )

A partir de USD 9.180 (valor do pacote em acomodação individual na cabine da categoria Gold)

A partir de USD 11.235 (valor do pacote em acomodação individual na cabine da categoria Esmeralda)

 

Itinerário

DIA 01 | Victoria Falls

As 10h30 Check-in no Victória Falls Hotel (onde as malas serão deixadas).
As 11h00 Passeio a pé pelo Vilarejo e visita a Victória Falls.
As 16h00 Recepção no Victória Falls Hotel.
As 17h00 O trem parte em direção à Dete.
As 19h30 O jantar será servido no vagão-restaurante.
A pequena estação de Victória Falls foi alcançada pela primeira vez pela ferrovia em junho de 1904. Edifícios coloniais antigos e palmeiras fazem o pano de fundo do Hotel Victória Falls formando um oásis encantador. As Cataratas Vitória são uma das maiores revelações da natureza, no mesmo nível do Grand Canyon, do Monte Everest e de um vulcão em erupção. Acredita-se que tenha existido nada menos que sete diferentes Cataratas Vitória no últimos dois milhões anos. Estas cascatas correspondem aos desfiladeiros mais baixos do Zambeze. Embora pouco mais de um quilômetro de comprimento (1,7 km), as quedas são divididas por várias pequenas ilhas, incluindo a Ilha Livingstone. No seu ponto mais profundo, as quedas são de 108 m de profundidade, conhecidas como em Rainbow Falls.

DIA 02 | Safari na Reserva Hwange

As 05h00 Café da manhã servido a bordo do trem até a hora de desembarque.
As 06h30 Início do programa de dia inteiro de Safári na Reserva do Parque Nacional Hwange com almoço tipo picnic.
As 16h00 Retorno ao trem.
As 16h30 Chá da tarde servido no longe e no vagão de observação.
As 18h00 Saída em direção à Bulawayo.
As 19h30 O jantar será servido no vagão-restaurante.
Situado no canto noroeste do Zimbábue, o Parque Nacional Hwange é a maior área de vida selvagem do país e contém uma variedade de animais e espécies de aves, mas é bem conhecida pela sua prolífica população de leões. Cobrindo 1 462 000 hectares, Hwange é aproximadamente do mesmo tamanho que a Bélgica.

DIA 03 | Parque Nacional Matopo

As 07h00 Café da manhã servido no vagão-restaurante.
As 09h00 Dia inteiro de excursão ao Parque Nacional Matopo com almoço. Visita do túmulo de Cecil John Rhodes,
bem como as cavernas dos bushmen.
AS 16h00 Retorno ao trem.
As 16h30 Um chá da tarde será servido no longe e no vagão de observação.
As 18h00 Saída em direção à Dabuka.
As 19h30 Jantar servido no cagão restaurante.
Matopos, que significa – cabeças carecas, foi o nome escolhido para a área pelo Rei Ndebele, Mzilikazi. Ele está enterrado Nas colinas de Matopos a pouca distância do parque. É uma descrição adequada das dramáticas colinas e rochas de granito desta área. O parque é também o local do túmulo de Cecil John Rhodes no cume de Malindidzimu – colina de espíritos benevolentes. Ele refere-se a esta colina como tendo uma visão do mundo. Seu túmulo é esculpido em granito sólido e rodeado por um natural anfiteatro de pedras. Uma visita pode ser feita a uma das
cavernas mais acessíveis, das quais existem muitas entre as colinas.

DIA 04 | Visita ao Parque de Antílope

As 06h00 Café da manhã servido a bordo do trem.
As 08h00 Saída para excursão ao Parque Antílope. Passeios opcionais como canoagem, safáris, safáris em cavalos,
interação com elefantes e cruzeiros para avistamento de pássaros podem ser adquiridos no local com preço extra.
As 15h00 Retorno ao Trem e saída para Bannockburn.
As 16h30 Chá da tarde servido no vagão observatório e longe.
As 19h30 Jantar servido no vagão-restaurante.
Situado em mais de 3000 acres de savana aberta, o Parque Antílope é uma reserva de caça única e um paraíso de tranquilidade. É o lar do mundialmente famoso Leão Africano e do programa de reabilitação de leões, que é uma iniciativa multifásica de conservação de leões. É o primeiro genuíno programa da África trabalhando para eticamente
reintroduzir os descendentes de leões africanos criados em cativeiro de volta à natureza.

DIA 05 | Grande Monumento Zimbábue

As 06h30 Café da manhã servido a bordo do trem.
As 08h00 Traslado para o Monumento Grande Zimbábue para um passeio com almoço.
As 17h00 Retorno ao Trem. Viagem pela Beitbridge para formalidades de fronteira.
Cruzamento da ponte para Messina para as formalidades de entrada na África do Sul.
As 19h30 Jantar servido no vagão-restaurante.
Viagem através da atraente região das colinas de granito até o Monumento ao Grande Zimbábue, um monumento imponente situado na borda sudeste do planalto central e o maior monumento pré-colonial ao sul das pirâmides egípcias. UMA realização célebre do povo africano e um lugar onde fábulas mágicas como a história das Minas do Rei Salomão encontram suas origens entre as ruínas de uma antiga cidade construída pelo povo Rozwi. Descubra como esses povos antigos viviam e como os comerciantes árabes e portugueses extraiam ouro e prata da África.

DIA 06 | Limpopo – dia inteiro a bordo do trem

As 07h00 Café da manhã servido até as 09h00. Dia a bordo enquanto o trem atravessa Limpopo.
As 13h00 Almoço servido no vagão-restaurante.
As 16h30 Chá da tarde servido no lounge e vagão de observação.
As 19h30 Jantar servido no vagão-restaurante. Viajamos através de Hoedspruit
A Província de Limpopo está localizada no extremo norte da África do Sul e faz fronteira com três países vizinhos: Botsuana, Zimbábue e Moçambique. Por esta razão, a província também é conhecida como a porta de entrada para outros países africanos e também compartilha fronteiras provinciais com Gauteng, Mpumalanga e Noroeste. A paisagem de Limpopo varia de uma área para a outra de florestas tropicais para áreas semidesérticas com pequenas árvores e ainda arbustos e montanhas para terra plana. Limpopo é dividida em cinco regiões estrategicamente localizadas de acordo com os habitantes da cultura. Capricórnio é a região central predominantemente ocupada pelo povo Bapedi. Waterberg é a maior região com a maioria das pessoas Tswana. Vhembe no extremo norte é dominado por Vhavenda e Vatsonga. A região de Mopani perto do Parque Kruger é Vatsonga, enquanto a região de Sekhukhuni é dominada por Bapedi e Ndebele. Limpopo é a única província da África do Sul com mais de dois grupos culturais permanecendo juntos em seu habitat original e harmonia. Outros grupos étnicos incluem pessoas inglesas e afrikaans.

DIA 07 | Kapama e Hoedspruit

As 05h00 Café da manhã continental servido até as 05h30 no vagão-restaurante.
As 05h30 Safári na Reserva Kapama seguido de visita ao Centro de Espécies Ameaçadas de Hoedspruit.
As 12h00 Retorno ao Trem para almoço. Viagem para Mpaka.
As 16h30 Chá da tarde servido no lounge e vagão de observação.
As 19h30 Jantar servido no vagão-restaurante.
A Reserva Privada Kapama é o lar de mais de 40 espécies de mamíferos diferentes, incluindo os Big Five, aproximadamente 350 espécies de aves e uma abundância de espécies menores. O Centro de Animais Ameaçados de Hoedspruit é uma instalação única de vida selvagem africana para conservação e sustentabilidade de espécies raras, vulneráveis e ameaçadas. Fundado por paixão, o centro adotou uma abordagem holística para as sua atividades de conservação, tais como a educação das comunidades vizinhas, turismo, criação, reabilitação e anti-
caça furtiva, para citar alguns.

DIA 08 | Reino da Swazilândia

As 07h00 Café da manhã servido no vagão-restaurante.
As 08h30 Desembarque em Mpaka. Traslado (90 min) para Swazi Candles, Villa Mantenga Cultural e Mantenga
Lodge.
As 14h15 Retorno ao trem (75 min) e viagem para Maputo.
As 16h30 Chá da tarde servido no vagão de observação e lounge.
As 19h30 Jantar servido no vagão-restaurante.
O pequeno reino da Suazilândia cobre apenas 17 000 m2, tornando-se o segundo menor país da África. Experimente a vibrante gama de produtos artesanais criativos da Swazi Candles. Continue pelo vale de Ezulwini até a Vila Cultural de Mantenga, um museu de tradições antigas que representam um estilo de vida Swazi clássico durante os anos 1800. Com os artefatos tradicionais em exibição, a aldeia ilustra muitas facetas do antigo estilo de vida suazi: social, econômico e religioso.

DIA 09 | Maputo

As 07h00 Café da manhã servido no vagão-restaurante.
As 09h00 Vista de Maputo, Moçambique.
As 15h30 Retorno ao trem. Viagem para Komatipoort na África do Sul para formalidades de imigração.
As 16h30 Chá da tarde servido no vagão observatório e lounge.
As 19h30 Jantar servido no vagão-restaurante enquanto o trem segue para Malelane para pernoite. A capital de Moçambique, Maputo é uma cidade de contrastes que oferece uma rica mistura de culturas. Sua arquitetura é uma mistura de africanos, tradições coloniais portuguesas e antigas igrejas católicas, ao lado com mesquitas, fortalezas, mansões vitorianas e outros edifícios de séculos passados.

DIA 10 | Parque Nacional de Kruger

As 05h30 Café da manhã servido no vagão-restaurante até o horário de saída do trem.
As 07h00 Dia inteiro de safári no Kruger.
As 18h00 Retorno ao trem para partida para Nelspruit.
As 19h30 Jantar servido a bordo do trem.
O famoso Parque Kruger tem 2 milhões de hectares de uma diversidade inigualável de formas de vida. É um líder mundial em avançadas técnicas de gestão ambiental e abriga um número impressionante de espécies, exemplo: 336 espécies de árvores, 49 espécies de peixes, 34 espécies de anfíbios, 114 espécies de répteis, 507 espécies de aves e 147 espécies de mamíferos, incluindo os Big Five.

DIA 11 | Rota Panorama

As 07h00 Café da manhã servido no vagão-restaurante até o horário de saída do trem.
As 09h15 Dia inteiro de visitas por áreas históricas como Pilgrim’s Rest, Bourke’s Luck Potholes e Wonderview.
As 17h00 Retorno ao trem para partida para Witbank.
As 19h30 Jantar servido a bordo do trem.
O Pilgrim’s Rest é um museu vivo e declarado monumento nacional. O ouro foi descoberto nesta área em 1873 atraindo 1500 garimpeiros. Hoje muitas das moradias dos garimpeiros foram restauradas e servem como lojas e restaurantes. Bourks Luck Potholes são cavidades cilíndricas profundas estranhas formadas pela erosão do rio e pela água da enchente. A reserva natural do Blyde River Canyon proporciona pontos de vista espetaculares com vista para Lowveld da África do Sul, assim chamado porque é muito menor do que a escarpa alta ao longo do qual a Rota Panorâmica é executada.

DIA 12 | Pretoria - Soweto

As 08h30, Chegada a Estação Rovos Rail em Pretoria. Check-out do trem. As bagagens permanecerão na Estação
de Trens.
Ás 09h00 Visita da cidade de Pretoria e Soweto.
As 16h00 Retorno à Estação de Trens Rovos Rail.
Soweto compreende um milhão de pessoas e ficou famosa pelas leis do Apartheid. Passaremos pelo Hospital Chris Hani Baragwanath (o maior hospital do Hemisfério Sul) e a única Rua na África que já abrigou dois ganhadores do Nobel da Paz. Visita ao Memorial Hector Petersen, em homenagem a um dos primeiros estudantes a serem mortos na revolta de 1976 contra o governo da Apartheid. Passe à tarde em Pretória, a Capital administrativa da África do Sul, visitando os Edifícios da União. Projetado pelo famoso arquiteto inglês colonial, Sir Herbert Baker, e concluído em 1913, os Edifícios da União abrigam os escritórios do Presidente e dos Ministros. Antes de voltar, visita ao monumento Voortrekker que comemora a Grande Jornada da década de 1830.

Observações

  • Necessário visto para Moçambique (deve ser adquirido antes de viagem)
  • Necessário visto para Zimbabué (adquirido na entrada do país)
  • Crianças: Lamentamos não podemos acomodar crianças menores de 10 anos. Crianças acima de 10 pagam taxa total.
  • Preços variáveis de acordo com a cotação da moeda sul africana

 

SUGESTÕES DE VIAGENS PARA VOCÊ

MOTIVOS PARA VOCÊ VIAJAR

  • Pacotes em até 10X Sem Juros

  • Consultoria especializada

  • Padrão Lufthansa de qualidade

DEPOIMENTOS

Ícone Mailing

“  Viajar com a Lufthansa City Center, foi inesquecível. A oportunidade de conhecer dois países foi uma emoção. Não poderia deixar de agradecer a atendente que foi imprescindível na escolha da viagem. Continuem assim a proporcionar a realização dos nossos sonhos. Obrigado.”

Wellington Staduto
Ícone Mailing

“Voltei da minha viagem de 10 anos de casados para Ilhas Maldivas e Dubai e foi um verdadeiro sonho, deu tudo certo. Os hoteis que sugeriram foram excelentes, tanto em Maldivas quanto em Dubai. Agradeço a Fabiana Mendes e toda equipe pelo suporte e profissionalismo!”

Marcio Appel
Ícone Mailing

“Férias na Europa, 06 países em 30 dias, e tudo saiu perfeitamente dentro do planejado. A maioria dos trajetos foi feito de trens onde comprei com antecedência aqui no Brasil pela TT Operadora, e pude conferir a excelência em serviço. Obrigado.”

Tiago Junge

ASSOCIAÇÕES DE VIAGEM

Abav e Embratur

CERTIFICADO SSL

Certificado de Segurança emitido por Let's Encrypt Authority X3

PAGAMENTO

Formas de Pagamento

SELO DE QUALIDADE

Selo de Qualidade

Ícone Mailing

RECEBA NOSSAS OFERTAS